Poesia

14/10/2010

A partir de hoje, abrimos este espaço no Clube do Livro para que nosso colaborador possa mostrar um pouco do seu trabalho. Vamos divulgar poemas, contos, crônicas afim de que possamos despertar a atividade e criatividade de nossos colaboradores. Um  espaço para reflexão, desenvolvimento e discussão dos prazeres da leitura e escrita e despertar a curiosidade do leitor, para inaugurar este espaço convidamos a colaboradora Janaína Oliveira do Setor Relações com o Mercado que nos brindará com uma bela poesia de autoria própria.

 

NUNCA PARE DE LUTAR

O cerco está se fechando
Os exércitos dos inimigos estão avançando
Peleja. Perseguição. Rios de morte.
Tudo ao redor cheira a armadilha
E no meio da guerra, os ataques querem me paralisar
Ouço a artilharia pesada
Minhas tropas não se atrevem a recuar
Os inimigos têm seus ardis
Querem que eu canse e perca a fé
Mas somos valentes e
No contra-ataque  persistentes
Eu e minha mente
Resistimos bravamente
Com coragem, confiança e esperança
Com entusiasmo, positivismo e muita fé
Não baixo a guarda!
Saio ferida
Mas não abatida
Saio cambaleante
Mas de cabeça altiva
Agora posso sonhar e crer
Que atravessei  os desertos da minha alma
E saí vitoriosa
Não me dei por vencida
Pois nunca parei de lutar
Nunca, nunca deixei de acreditar
Que os meus sonhos
Todos eles,
Posso realizar!

 

Janaína Oliveira

Setor Relações com o Mercado

 

Quem quiser conferir os textos e poesias desta autora acesse o link abaixo:
http://recantodasletras.uol.com.br/autores/janaoliver

 

 

 

Anúncios

Sonetos

24/05/2010

Autora: Florbela Espanca
Título: Sonetos

Tema: Poesia

Cedente: Isaías

Sinopse: Não encontrada.


As Mil e Uma Noites – Volume 2

12/05/2010

Autor: Tahan, Malba
Título: As Mil e Uma Noites – Volume 2
Tema: Contos e Crônicas
Cedente: Silimed

Sinopse: Idem volume 1Reunidos em 02 volumes, As Mil e Uma Noites é uma coletânea belíssima e necessária para todos os amantes de uma boa leitura!


As Mil e Uma Noites – Volume 1

12/05/2010

Autor: Tahan, Malba
Título: As Mil e Uma Noites – Volume 1
Tema: Contos e Crônicas
Cedente: Silimed

Sinopse: Ler As Mil e Uma Noites é invadir o extravagante mundo da mais famosa compilação de contos árabes. Ninguém sabe ao certo seus autores, mas há indícios que os mesmos foram escritos entre os séculos VIII e XV, sendo reunidos neste último. Algumas pesquisas apontam que os contos mais antigos são de origem indo-iraniana e os mais recentes são populares contos egípcios.

Em cada conto, há uma lição a ser aprendida e uma moral a ser assimilada. O maior encanto das histórias, esta na exibição da preciosidade contida na cultura oriental, tão diferente da nossa e tão protegida. Ao lermos as histórias, somos, literalmente, transportados para outro mundo, um mundo encantador. Alguns dos contos como “Ali Babá e Os Quarenta Ladrões”, “Simbad, o Marujo” e “Alladin”, são tão famosos, que ganharam produções cinematográficas e livros próprios. Embora essas estejam entre as histórias mais famosas, o livro possui outros contos que agradam a todos os gostos.

Logo no inicio da obra, já deparamos com uma história cativante que enseja a narração das demais. Shariar é o sultão de um poderoso reino. Em virtude da traição de sua esposa, Shariar desposa, a cada noite, uma mulher diferente, que é executada logo no dia seguinte. Certo dia, Sherazade, a filha do Vizir (alto funcionário nos reinos muçulmanos) mesmo diante dos apelos do pai, foi a escolhida do sultão. Aparentemente resignada com seu destino, Sherazade tem um plano em mente?

Na primeira hora em que passa com o “soberano”, através de uma sábia e inteligente estratégia, ela começa a contar uma história interessantíssima e, justamente no ponto mais instigante, ao amanhecer, ela interrompe o relato, finalizando-o só na noite seguinte, começando imediatamente outra história. Extremamente habilidosa nessa arte, Sherazade assim procede durante “mil e uma noites”? e, da mesma forma que o sultão, o leitor ficará fascinado e mais atraído para continuar a viagem pela obra. Tudo que há de mais fascinante, está presente nos contos de Sherazade.


Clássicos da Poesia Brasileira

03/05/2010

Autor: Vários autores

Título: Clássicos da Poesia Brasileira

Tema: Poesia

Cedente: Paulo Roberto

Sinopse: Barroco: Gregório de Matos. Botelho de Oliveira. Arcadismo: Manuel da Costa. Antônio Gonzaga. Basílio da Gama. Romantismo: Gonçalves Dias. Álvares de Azevedo. Junqueira Freire. Romantismo: Sousândrade. Casimiro de Abreu. Fagundes Varela. Castro Alves. Parnasianismo: Alberto de Oliveira. Raimundo Correia. Olavo Bilac.
Cruz e Sousa. Alphonsos de Guimarães. Pedro Kilkerry. Pré-Modernismo: Augusto dos Anjos.